onde o vento do amador bate no alto da janela