tudo o que é único separou-se


[ó, Nuno Ramos, 2010]